quarta-feira

As gajas passam-se!

"As gajas passam-se completamente!", pensei. "Isto não é possível. Depois de tudo o que passei para a vir buscar o mais rápido possível, esta gaja deixa-me uma declaração de amor e baza!", disse em tom baixo enquanto gesticulava em pequenos gestos algo descontrolados. "A gaja bazou, grande estúpida! Vai ser caçada na hora! Tou feito com isto. Completamente!", tentava eu controlar a fúria e o tom de voz. Iniciei a pesquisa à casa. Procurava vestígios, algo que pudesse denunciar a sua presença ali nos últimos meses. Mas a Margarida tinha estado atenta aos meus conselhos e só um agente muito imaginativo veria a imagem duma morena de olhos negros sentada em almofadas indianas a "chatear" no messenger comigo ou a abrir um browser. A casa, apesar da poeira que se sentia no ar, estava imaculadamente limpa. "Só a carta é que teria dado cabo de tudo. As gajas são românticas, é uma porra. E depois passam-se, descontrolam-se.", pensei, enquanto retirei o pano verde que protegia a caixa e limpei os manípulos da casa de banho, depois de a ter usado; limpei também a torneira por onde bebi o que me soube a dois litros de água. E, limpando a maçaneta, saí.
Apanhei-me em pleno início da movida; eram dez da noite. Pequenos grupos de três, quatro, cinco mulheres, lindas como só as espanholas, subiam de mão dada em direcção à Plaza del Angel. Subi com elas e entrei no Café Central, onde o que parecia ser a primeira banda da noite atacava o solo do "Practice Makes Perfect". A Billie Holiday do momento tinha uma pinta desgraçada e sorriu-me quando passei e cantava "...let´s practice some more, we're not doing bad right now!". Pedi uma Cuba Libre e, encostando-me ao canto do balcão, ao som de "Remember", fui até à praia e, como tinhas prometido, lá estavas. Abracei-te nesse doce pensamento.

1 comentário:

polaco disse...

"As gajas passam-se completamente!" -
Conheco o tipo que tambem utiliza esta expressao na vida real!!!